português deutsch english

Encontros dançantes, experimentais e tribais

Todas as gravações (menos "Electric Mantras") foram registradas diretamente dos instrumentos ja mixado em estéreo, preservando a magia da hora da criação.

Depois editei e masterizei no Macintosh, eliminei momentos sem inspiração, ruidos e notas erradas

Todos os sons de guitarra vem da PARADIS Elegy e
todos os sons de baixo do PARADIS POLYSUBBASS.


Rick Walker todo ano organisa o festival major do LiveLooping. Finalmente consegui participar e ainda achei um parceiro admiravel, um velho mestre do Jazz sutil, uma pessoa muito amavel e delicada tambem... so alegria mesmo!

Oct 2007 at y2k7 LiveLooping Festival, California

com Arild Anderson (upright bass) e some contribution of Rick Walker (percussion) Age of Crystals
Halbfinale

Em 2003, justamente no verão do seculo, Per e Rick me convidaram para esta turne pela Europa onde toquei em shows, festivais e em casa de amigos. Um mes de Suecia, uma passada pela Englaterra, um tempo com a familia e tocando para o por do sol na Suíça

Junho 2003 na Sueçia

com Per Boysen (sax, guitar) e Per Ahlund (noises) From Nothing To Now
  com Per Boysen (sax, guitar) e Rick Walker (perc) Last Ocean Groove

Agosto 2003 em Berlim

  com Cathrin Pfeifer (Accordeon)
na casa lindinha com ameixas no quintal, e na terra plana e abandonada nordeste de Berlin
Eastern Flatland
Stranger than Scary
Spielen oder Spielen
Spaziergang
  com Michael Schiefel (voz, 2 Echoplexes, efeitos)

I had met Michael at the Berlin Live Looping Festival 2002 and loved his humor, voice precision and understanding of the Echoplex. To play with him was a challenge, joy and the result is easy to listen to!
Tänzchen
Walking Voice
Pessimist
Spheres

July/August 2003 in Switzerland

  com Willy Strehler (processed voice)
in his unfinished messy Studio
Willy plays mainly guitar, but since he injured his arm during his huge studio construction, on those tracks, he only uses voice (with processing) and objects on a piezo table and electronics.
VibVib (some distortion audible)
Ballade (a must)
  with Claude Voit
(guitar "seche" and all kinds of machines)
in his lake shore garage studio
Dangers
Evolution
  with Stefan Keller (flutetrends.ch) in his perfectly clean rehearsal room searching
finding
smiling

Em 2002 passei dois meses nos Estados Unidos onde toquei no festival LoopStock e com outros musicos.

Viagem para Estados Unidos (2002)

  With Andre LaFosse (altruistmusic.com)
at Kims garage, April 24 (mono, plus they have a hum :-(
Patetic
Andre goes off
Glambient
  with Tim Crowe (Djembe)
at "Java Rama", Alameda

at his place
Alameda

Drilling
Brothering
with Jon Wagner @ Loopstock, talvez o primeiro Live Looping Festival international, March 9

ensaio @ Kims garage, April 25
the main part, pretty edited
"Upbeat" (participation: Rick Walker of Loop.pool)

"Downbeat"
"Fun one!"


CD-Rs produzidos em Salvador (1993-2002)

"Aroni encontra Oxossi" (2001)

O Bira Reis traz muito espirito de floresta, sangue de indio e cores da Africa e da India para esta música.

A capa foi pintada especificamente por Cheyenne

pode pegar no Bandcamp

"Flechas de Fogo" (2001)

Este é o primeiro documento de uma nova música, bem menos orientado para relaxamento, mas energetico, rapido e euforico. Ja teve uns trabalhos nesta direção e Bira também ja puxou isto anos atraz, mas precisou do velho amigo Giba se formar no Loop para deslanchar o som.
Fazemos isto ao vivo!

pode pegar no Bandcamp

Beats and Peaces

"Beats of Peace" (1988/92)

Com David Hoppkins, um dos iniciadores da "world music": o percussionista e flautista irlandês coleciona discos e instrumentos de todas as culturas, principalmente das mais afastadas do mundo tornando as parte do seu trabalho.

Eu tive o prazer de gravar o CD "Hear the Grass" que contem só instrumentos de bambu, tocados por ele simultaneamente para formar uma verdadeira orquestra - uma experiência fundamental.

Em várias épocas nos encontramos para tocar. Ele já usou loops antes de mim e foi um dos primeiros a comprar um LOOP delay - e o primeiro de gravar com BrotherSync, tecnologia para loopar juntos!

pode pegar no Bandcamp

Marcelo e Matthias, primeiro encontro

"O primeiro encontro" (1988)
"O segundo encontro" (1994)

Com Marcelo Bernardes, que toca todos os sax, flautas e clarinete com Chico Buarque e Francis Hime. Ele não é só um músico brilhante mas lidera um grupo espiritual e tem uma liberdade e leveza de improvisar muito rara. A maioria das músicas fluem em volta de temas aparentemente populares ou eruditos.

"Passaro Carioca"

Marcelo e Matthias "segundo encontro"

pode pegar no Bandcamp

Electric Mantras

"Electric Mantras" (1988/89)

A primeira experiência de utilizar uma gravação com Marcio Miranda em 4 pistas, para depois editar e completar em 16 pistas. Ainda no Brasil, Miranda acrescentou mais teclados e Marcelo Bernardes os sopros. Depois, na Suíça, Bea Giossani e Dominique Schmid cantaram e David Hoppkins gravou didjeridoo e percussão.

A letra de Repetition. me veio quando dirigi para casa depois de uma noite longa de mixagem da música. Milagrosamente, o cantor Dominique encaixou improvisando a letra toda entre os solos já existentes! Ela fala sobre o espiral do tempo e a similaridade de loop e historia...

pode pegar no Bandcamp

Funcsonhamos

Funcsonhamos! (1987/8)

Gravação histórica onde as idéias fundamentais chegaram! Eu senti que Miranda converteu os meus tapetes de som em música de verdade. Os loops ganharam swing. Eu iniciei melodias e ele as embrulhou no estilo certo no ato.

Usamos um t.c.2290 que tinha somente 4 segundos, depois 11 segundos de loop. Ouvindo a música, eu imaginei loops longos multiplicados e sincronizados e senti necessidade de construir uma maquina específica que se tornou o LOOP delay e depois Echoplex digital pro.

Sinto que aconteceu algo muito especial e estou agradecido pela inspiração!

"Despedida do Pai"
A primeira dupla, ainda com só 4sec delay. Me segurou o astral quando o pai morreu, logo depois.

"Salsa?"

"Funcsonhamos"
Sonhar mas funcionar...

"Carinho"